Hospital de Clínicas adota aleitamento materno na primeira hora de vida do recém-nascido






O Hospital de Clínicas de São Sebastião (HCSS) iniciou o aleitamento materno durante a primeira hora de vida do recém-nascido, chamada de “Golden Hour” (hora de ouro) pela importância desse primeiro momento da mãe com o recém-nascido após os nove meses de expectativa. O objetivo é proporcionar atendimento de qualidade e humanizado, auxiliando a mãe a vencer as dificuldades da amamentação.


A primeira mamada é de grande importância pelo fato de o bebê receber o colostro, líquido amarelado que desce antes do leite, muito rico em anticorpos e nutrientes. Logo após o nascimento, o bebê está alerta e com os estímulos de sucção aguçados, criando o momento perfeito para que ele conheça a mãe e crie o primeiro vínculo com ela por meio da amamentação.


Para auxiliar na primeira mamada, uma técnica de enfermagem do HCSS passou por treinamento no Centro de Incentivo ao Aleitamento Materno (CIAMA), estando habilitada a auxiliar as mães na beira do leito com apoio emocional, ajuste da pega de mamada e tirando dúvidas diversas sobre amamentação.


A hora de ouro é um dos momentos mais esperados pela mãe e se faz muito importante por toda a vida do recém-nascido. Sentir o toque, o cheiro e estabelecer o primeiro contato físico após meses de espera é sinônimo de aconchego e segurança para os dois. Os batimentos cardíacos da mãe ajudam o bebê na transição do útero para o mundo.


Após o parto, o corpo da mulher passa por mudanças, até mesmo hormonais, e o chamado instinto materno, a necessidade de cuidar e proteger, é despertada. O vínculo é estabelecido pelo tato e afeto. Por isso, os bebês saudáveis são colocados sobre o peito da mãe em seguida do nascimento.

8 visualizações0 comentário